Home Grécia Mykonos Mykonos, festa e sossego em um só lugar na Grécia

Mykonos, festa e sossego em um só lugar na Grécia

376
1
COMPARTILHAR

Sabe aquelas imagens de lugares paradisíacos tipicamente gregos que você conhece de alguns filmes ou revistas? Sim, muitas delas foram produzidas nessa ilha sensacional chamada Mykonos. Casinhas brancas, belas praias, montanhas, festas, tranquilidade. Tudo isso você pode encontrar facilmente nesse pequeno pedaço de terra no mar mediterrâneo.

Mykonos - Chora
Chora – Centro de Mykonos

Mykonos é uma das mais famosas de um grupo de ilhas chamado de Cíclades, nome dado em referência ao círculo que formam ao redor da ilha de Delos, considerada sagrada. Se tornou muito famosa quando Jacqueline Onassis trouxe um vasto número de joalherias a ilha, e logo após por ser um dos destinos gay mais famosos dos anos 80 e 90. Hoje o público da ilha é muito diversificado.

Comer & beber

Chora

O centro de Mykonos, chamado de Chora, é um dos primeiros locais que você deve conhecer para poder sentir o quanto antes a energia do local. Na enseada e por dentro dos becos existem boas opções de restaurantes e tavernas servindo comida tipicamente grega como o delicioso Gyros, um sanduiche de carne geralmente servido num pão pita e acompanhado de alguns molhos, e a Moussaka, que é uma espécie de lasanha grega feita com berinjelas e carne de cordeiro. Qualquer um desses dois ou de outros pratos locais podem ser degustados com o delicioso ouzo, uma bebida bebida incolor feita a partir de anis e muito famosa na Grécia.

Além das opções gastronômicas, o centro de Mykonos também mostra muito bem um pouco da bela arquitetura grega, e que serve como ícone nessa e em outras ilhas. As casas, restaurantes, hotéis, lanchonetes e outros imóveis se misturam com louvor no cenário de forma mágica com suas paredes brancas de janelas e portas na cor azul-mar-grego. As inúmeras vielas são um convite a mais com muitas lojas, onde você pode encontrar desde artesanato e souvenires, a boas joalherias e diversos tipos de vestuário.

Moinhos de vento

Moinhos de ventos

No centro encontra-se um dos pontos mais conhecidos de Mykonos. Os moinhos de vento datam do século 16 quando a ilha foi um grande produtor de trigo e pão. Essa área  tem uma vista esplêndida sobre Little Venice e é o lugar mais popular em Mykonos para assistir ao pôr do sol.

Little Venice

Little Venice
Little Venice

Localizada em Mykonos Town, na parte mais ocidental da cidade, little Venice é famosa por suas construções pitorescas de sobrados com dois e três andares, bem a beira mar. As varandas são coloridas e ostentam muita beleza tanto para quem vê de longe, quanto para quem frequenta o local. É um dos mais belos e românticos lugares de Mykonos, oferecendo um pôr do sol sem igual. Tomar um drink em um dos bares ou restaurantes enquanto contempla o pôr do sol a beira mar é programa obrigatório para quem vai a Mykonos. Você chega a Little Venice descendo as escadas próximo aos moinhos. São apenas cinco minutos caminhando da estação de ônibus Fabrika.

Panagia Paraportiani

Panagia Paraportian

Seguindo para a entrada da área de Kratos, bem próximo ao porto, você chega à igreja Panagia Paraportiani. De estilo bizantino, ela é a mais popular e a mais fotografada das 400 igrejas existentes na ilha de Mykonos. Começou a ser construída em 1425, mas só foi terminada no século 17.

Petros e os gatos

Petros

Andando por esses becos também é fácil ver os animais mais famosos de lá, três pelicanos considerados celebridades e que servem como tema para muitas camisetas e outras pequenas lembranças vendidas na ilha. Costumam chamá-los de Petros em alusão ao pelicano mais famoso da ilha, porém o Petros verdadeiro morreu há alguns anos atrás. Para quem é fã dos felinos, é comum encontrar com muitos gatos caminhando por essas ruas estreitas. Ninguém sabe ao certo porque e quando eles apareceram em grande quantidade, mas já estão todos tão acostumados que esses pequenos moradores que já fazem parte do cenário local.

Ano Mera

The monastery of Panagia Tourliani
Mosteiro de Panagia Tourliani
É uma pequena vila no meio da ilha que fica a 7 quilômetros de Chora. Ano Mera é foi construída em volta de uma grande praça central e possui três saídas com muitas opções de tavernas por perto. O mosteiro de Panagia Tourliani, fundada em 1542, é o ponto mais famoso.

Hospedagem

Existem muitas opções que vão desde pousadas e hostels, a resorts de luxo. Se você deseja ter tudo de fácil acesso como comércio e transporte para outros lugares da ilha, Chora é o lugar ideal, mas não é o mais barato. A hospedagem dupla mais simples custa cerca de 60 dólares na alta temporada, e por volta de 30 dólares na baixa temporada. Encontrei os preços mais baratos mais baratos no site do Booking.

Transporte

Para chegar até algumas das praias você pode tomar um ônibus da empresa Ktel. Se você se hospedar no centro, ele sai de um local chamado Fabrika, que é uma espécie de praça e fica a cerca de 15 minutos caminhando de Chora. O valor da viagem é de 1,60 euro. Ele passa em Platis Yalos, Psarou, Ornos, Ai Yannis, Paradise, Paranga. Mas na minha opinião o coletivo vale a pena somente se estiver acompanhado de um grupo grande de amigos onde vocês podem ir batendo papo ou até conhecer novas pessoas. Ou se você já tiver tomado alguns goles a mais de ouzo antes de ir à praia. Há alguns táxis que circulam por lá, mas são caros e em alta temporada não são suficientes para suprir a demanda de visitantes que a ilha recebe. Por isso a melhor opção é alugar um carro, quadriciclo ou scooter.

Você consegue encontrar facilmente inúmeras locadoras onde os preços da diária variam de 15 euros para quadriciclos e scooters, a cerca de 40 euros para os carros. Mas é claro que claro que esse preço pode variar bastante, de acordo com a procura e a temporada. Uma dica minha é alugar no Hércules Rent Car and Bike, que fica próximo do centro da ilha e os donos são cinco membros da mesma família. Todos muito gente boa e adoram tanto os brasileiros que sempre me davam um desconto quando eu aparecia por lá. Mas cuidado ao se locomover dessa maneira por Mykonos pois, apesar de quase não existir um controle do tráfego, os níveis de acidentes de trânsito são altos. Em parte é culpa da própria fiscalização que facilita qualquer um alugar um veículo mesmo sem habilitação, mas em contrapartida a culpa maior é dos condutores que são imprudentes ao encontrarem aquelas belas estradas livres, e com isso pensam que podem agir de qualquer maneira. Já presenciei muitos acidentes então, novamente, cuidado.

Praias e festa

IMG_3516
Tropicana – Paradise Beach

As praias mais conhecidas e badaladas são a Paradise Beach e a Super Paradise Beach por causa não somente da beleza natural, mas também pelas grandes festas produzidas ainda durante o dia nas suas areias, e que atraem centenas de visitantes procurando por diversão. Os bares promovem grandes festas à luz do sol, servindo como uma espécie de grande “esquenta” para a noite, atraindo assim pessoas do mundo inteiro. Comandado pelo lendário Sasà, um anfitrião careca que usa uma sunga de elefantinho, o Tropicana, considerado um dos melhores bares de praia do mundo, é a principal atração da Paradise Beach. O famoso clube noturno de house music Cavo Paradiso também fica bem ali no lado esquerdo da Paradise Beach. Mas se você não se sente muito à vontade com nudez em público, ou viaja com a família, procure evitar essas duas praias pois é comum encontrar pessoas completamente nuas por lá. Mykonos ainda é um destino muito procurado por naturistas, por isso é comum encontrar pessoas desnudas dividindo a mesma praia com famílias inteiras.

Ornos e Psarou
Caminho para Ornos

A praia de Ornos também tem algumas opções em festa e restaurantes, mas em menor intensidade em relação às duas Paradises. É um ótimo lugar para se hospedar pois também possui boas opções de super mercado, farmácias e padarias por perto.

Praias e sossego

Ftelia
Ftelia

Mykonos esconde outras belíssimas praias e que não são tão agitadas. Uma delas é Plati Gialos que, apesar de ter algumas casas e hotéis por perto, ainda é um local mais tranquilo e é bom para tomar sol e mergulhar. Saindo dali, a cerca de 5 minutos de scooter, você chega a Psarou, uma praia que segue no mesmo estilo de Plati Gialos, porém um pouco mais tranquila e isolada. Há ainda outras praias mais relaxantes e boas para curtir a natureza como Megali Amos e Kalafatis, por exemplo, mas a melhor de todas é sem dúvida a Ftelia. Imagine uma pequena baía com água cristalina e poucas casinhas brancas espalhadas no topo dos morros que a cercam. E por perto há um único restaurante no lado esquerdo e nada mais. Essa é Ftelia, um cenário perfeitamente grego cujo qual é quase impossível não se apaixonar.

DSC00031

Passeios de barco

Nas praias mais movimentadas há empresas que oferecem passeios de barcos e mergulho, e pacotes com a companhia de guias turísticos podem ser contratados a todo instante em Chora ou nas praias. Muitas empresas fazem translado até as diversas praias. Mas um dos que valem mais a pena é a viagem até Delos. Considerada uma ilha sagrada por ser berço do deus sol Apolo e da deusa Ártemis, Delos foi declarada pela Unesco, em 1990, patrimônio Mundial da Humanidade. É um lugar rochoso e pequeno, tendo à disposição a luz do sol durante todo o dia, pois não há montanhas ou árvores que produzem sombras. O tour até lá custa por volta de 10 euros.

Melhor época para ir

A melhor época do ano para conhecer Mykonos é no Verão europeu, que vai de junho até o fim de agosto. Os preços nessa época estão mais altos e praticamente dobram. Durante os outros meses do ano o movimento é muito pequeno, e muitos comerciantes fecham as portas para irem trabalhar em outros países, mas Mykonos vale ser visitada em qualquer época.

Como ir

Para chegar até lá há voos saindo todos os dias de Atenas com duração de 35 minutos. As companhias que fazem esse trajeto são a Aegean Airlines e Olympic Air. Durante o verão essas companhias também operam voos saindo de Thessaloniki diariamente. Também existem voos saindo de Santorini, Rodhes e Heraklion no verão, porém com menos frequência. Outras empresas aérea também operam voos saindo de diversas capitais europeias durante a alta temporada.

No aeroporto você encontra ATM (Bank of Greece), duty free, serviço de infomações, fraldário, cafeteria, táxis e serviço de locação de automóveis. O tempo de viagem do aeroporto até o centro (Chora) é de 30 minutos.

De barco vindo de Piraeus (Atenas) a viagem é feita em 5 horas e 15 minutos (ferryboat) e custa 32 euros, ou em 3 horas e meia viajando de barco de alta velocidade, com o preço médio de 55 euros. Existem empresas que fazem trajeto saindo de outras ilhas até Mykonos, mas esss opções ficam disponíveis só no verão. Nos sites da Blue StarSeaJetsHellenic Seaways e Direct Ferries você pode encontrar mais informações sobre esses bilhetes.

Quando estive na ilha pela primeira vez senti o que era o verdadeiro significado da palavra liberdade. É um cenário realmente mágico e muito bem preservado, e que consegue deixar qualquer um com vontade de ficar ali para sempre. Não é a toa que a ilha já foi cenário de filmes como Shirley Valentine, e videoclipes como Stereo Love, da dupla Edward Maya & Vika Jigulina. Mas se você não puder ficar morando lá, reserve ao menos alguns dias para conhecer de perto tudo isso que é Mykonos.

1 COMENTÁRIO

  1. Kellie B. / Steph, you rock. Your intro was all I needed to read to want to go to Greece even more. Can you scuba dive to see the ruins that are uwdtrnaeer in Santorini? Because that would be SO cool.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui