Uma visita ao Museu Hermitage, em São Petersburgo

Uma visita ao Museu Hermitage, em São Petersburgo

SHARE
museu-nacional-hermitage

Visitar São Petersburgo é o mesmo que mergulhar de cabeça na história da Rússia. A cidade, que já foi capital nos tempos da união soviética e é considerada uma das mais importantes metrópolis do mundo, ostenta grandiosos monumentos que formam um belíssimo contraste entre o passado e a modernidade. Um desses monumentos é o museu Hermitage, considerado um dos mais belos e importantes museus de arte do mundo.

Com uma coleção de mais de 3 milhões de obras, o museu começou a receber visitas em 1852, no chamado Novo Hermitage, tornado-se em pouco tempo a atração mais popular de São Petersburgo e ponto de referência aos viajantes que visitam a cidade pela primeira vez. Mas mesmo se você se tornar um frequentador assíduo do local vai querer visitar o Hermitage sempre que possível.

A tradição de Catarina, a Grande, de colecionar obras de arte valiosas e históricas acabou levando à construção de um dos museus mais bonitos do mundo.

O museu guarda obras-primas famosíssimas e de valor inestimável que representam diversas culturas e estilos, vindo de várias partes do mundo como o norte da África e a Europa além, é claro, da própria Rússia. O acervo é tão grande que, segundo uma uma estimativa feita pela administração do museu, seria necessário cerca de 11 anos para que um visitante conseguisse ver todos os ítens em exposição. Esse é um dos motivos que fazem a visita guiada ser tão procurada quando alguém quer ter tempo de ver as obras que tem mais destaque. Porém, se você é um verdadeiro apaixonado por arte, se perder procurando por algumas obras primas é algo excitante e compreensível, pois  um museu como o Hermitage não é algo que se encontra em qualquer lugar.

Como chegar

O museu fica cercado por outros monumentos e prédios históricos às margens do rio Neva, porém sua arquitetura bela e imponente o destoa de todas as outras atrações, então você não vai ter problema em encontrá-lo.

Para chegar ao museu Hermitage basta seguir ao norte da avenida Nevsky Prospekt, que é a principal de São Petersburgo. Como eu estava hospedado próximo a essa avenida, resolvi segui-la a pé quanto ia visitando outros pontos históricos.

Caso queira ir de metrô você deve seguir pela linha número 5 em direção à estação Admiralteyskaya (Адмиралте́йская). Ao descer da estação, antes de subir, tome alguns minutinhos para observá-la pois ela em si já é uma linda obra de arte.

metro-sao-petersburgo-hermitage-Admiralteyskaya

Saindo da estação vire à esquerda em direção à rua Malaya Morskaya Ulitsa (Малая Морская ул.). Chegando nessa rua vire à direita e siga em frente. Você sairá no fim da Nevsky Prospekt (Невский проспект), bem frente ao Hermitage e à praça do Palácio (Dvortsovaya Ploshchad) com um grande monumento chamado de coluna de Alexandre (representando o ponto mais alto da cidade), onde podemos ver a escultura de um anjo no topo.

coluna-de-alexandre-hemitage

Como comprar ingresso

Apesar de ser grandioso e possuir inúmeras coleções, o Hermitage recebe muitos turistas anualmente, fazendo com que as filas para entrar se tornem gigantescas à vezes. Por isso a melhor opção para driblar um pouco dessa multidão é comprar o ingresso através do site http://www.hermitageshop.org/. Na internet costuma ser mais caro mas, acredite, o preço acrescido é ínfimo se for comparado à fila que você enfrentaria pra comprar na hora.

fila-comprar-ingresso-hermitage

Os valores variam de 300 a 600 rublos dependendo de quais atrações você deseja visitar. E caso queira uma visita guiada você deve verificar diretamente no museu se há disponibilidade e o preço.

ingresso-hermitage

Se quer economizar um pouquinho na sua viagem, saiba que na primeira quinta-feira de cada mês é dedicado à entrada gratuita, porém tem algumas regras que você deve se informar no site, pois eles costumam mudar com uma certa frequência.

Alguns museus  e outros prédios do complexo possuem, além do preço, horários e regras diferentes. Na descrição abaixo você verá o que cada um deles costuma a oferecer ao visitante.

O que ver no Hermitage

O museu Nacional do Hermitage é na verdade um complexo com 10 prédios construído com diversas finalidade pelos antigos czares russos.

Grande parte de suas obras se encontram no Palácio de Inverno, que foi utilizada como residência oficial dos antigos imperadores russos e suas famílias, porém os outros prédios também guardam muita riqueza histórica e cultural de diversas partes do mundo.

Palácio de Inverno

Alastrando-se entre os edifícios interligados ao Palácio de Inverno, o Pequeno Hermitage e o Velho Hermitage, este vasto, caótico e incrivelmente rica coleção é sem dúvida a maior atração para os visitantes de São Petersburgo.

museu-nacional-hermitage

A coleção Hermitage é extremamente variada, desde antigos artefatos da Sibéria às obras primas pós-impressionista de Matisse e Picasso. Igualmente impressionantes são as ricamente decoradas Salas de Estado do Palácio de Inverno, testemunho da riqueza incrível e gostos extravagantes dos czares.

palacio-de-inverno-hermitage
Escadarias do Palácio de Inverno
Em um primeiro momento esta notável coleção pode ser uma experiência assustadora se você está pensando em visitar o Palácio de Inverno sem uma visita guiada. Com 350 salas de exposições e mais de 2,5 milhões de visitantes por ano, o museu geralmente encontra-se lotado, por isso vale a pena planejar com antecedência para obter o máximo proveito da sua visita ao Hermitage, e para garantir que você possa ver as peças das coleções de maior interesse para você.
Para ajudá-lo a fazer isso, caso tenha tempo disponível, sugiro contratar um guia para direcioná-lo melhor através das exposições.
palacio-de-inverno-hermitage-russia
Endereço: 34, Dvortsovaya Naberezhnaya / 2, Dvortsovaya Ploschad (Praça do Palácio)
Estação do Metrô: Admiralteyskaya
Horário: Diário 10:30 – seis horas. Última entrada é às 5:30 hs. Quarta-feira, até às 9pm. Última entrada é às 8:30 hs. Fechado na segunda-feira.
Site: http://www.hermitagemuseum.org/
Ingresso: RUB 400,00
Fotos e vídeo: RUB 200,00. Audio-guias estão disponíveis.
Acessibilidade: O museu é acessível para cadeiras de rodas (rampas / elevadores) e possui aluguel de cadeira de rodas livres. Informe-se com antecedência através do site.

Palácio do Estado Maior

Este edifício desenhando num espetacular estilo neoclássico, mais famoso por seu arco triunfal central (simbolizando a vitória sobre as tropas de Napoleão Bonaparte), que traz os peões para fora da Praça do Palácio da Nevsky Prospekt, foi projetado pelo renomado arquiteto Carlo Rossi e concluído em 1827. Antes da Revolução não alojava apenas os escritórios do Estado Geral Maior, na Ala Leste, mas também o Ministério das Relações Exteriores czaristas e o Ministério das Finanças na Ala Oeste.

 

Palácio-do-Estado-Maior-Hermitage

A ala oeste do edifício abriga em parte uma exposição dedicada ao pré-revolucionário russo Ministério das Relações Exteriores, sendo considerado de grande importância à corte imperial russa. A exposição mais atraente no Palácio do Estado Maior para a maioria dos visitantes é a coleção permanente de obras de arte Art Nouveau. O movimento surgiu em São Petersburgo como evidenciado pelo grande número de edifícios de estilo Moderne por todo o centro da cidade, e esta exposição sedutora compara vidro e porcelana produções russas com os seus homólogos franceses e até mesmo americanos, bem como incluindo diversas tapeçarias de estilos magníficos.

palacio-do-estado-maior-hermitage
Quase uma continuação desta exposição, a exibição permanente final no Palácio do Estado Maior contém painéis pintados por dois artistas franceses, Pierre Bonnard e Maurice Denis, ambos membros da Les Nabis, um movimento cujos interesses são idênticas às da Art Nouveau. As obras em exposição aqui foram todos encomendados pelo célebre colecionador Ivan Morozov para sua mansão Moscou, e compreendem um quadro de Bonnard chamado O Mediterrâneo, além de uma série de painéis por Denis que descrevem a história da física.

Endereço: 6-10, Dvortsovaya Ploshchad (Praça do Palácio)
Estação do Metrô: Admiralteyskaya
Horário: Diário 10:30 – seis horas. Última entrada é às 5:30 hs. Quarta-feira, até às 9pm. Última entrada é às 8:30 hs. Fechado na segunda-feira.
Ingresso: RUB 400,00
Acessibilidade: O não tem acessibilidade para cadeirantes.

Palácio Menshikov

O Palácio Menshikov foi o primeiro grande edifício de pedra erguida em São Petersburgo, sendo também a única estrutura da cidade privada a ter sobrevivido desde o início do século 18. Como parte do Estado Hermitage, é agora usado para exibir algumas das inúmeras coleções do museu de arte aplicada europeia e russa do início do século 18, bem como esculturas contemporâneas e pinturas, as quais combinam harmoniosamente com os interiores muito bem restaurados.

palacio-menshikov-hermitage-sao-petersburgo

No primeiro trimestre do século 18 o palácio tornou-se o centro da vida política, cultural e social de São Petersburgo. Aqui os embaixadores de potências estrangeiras foram apresentados, a etiqueta da corte imperial foi criada e foram realizadas as primeiros carnavais da cidade.
palacio-menshikov-hermitage
A característica mais marcante que você encontra no Palácio Menshikov é a mistura incomum de pompa palaciana e detalhes de uma casa comum. As paredes dos ricos interiores se liberalmente vestida com mármore, e os pisos são cobertos com cara laminada colada. Os interiores foram preservam até hoje as tradições de design da época. Por exemplo, você pode ver salas inteiras completamente cobertos por telhas holandeses (Delft).
palacio-alexander-menshikov-hermitage
As exposições em exibição no museu hoje são dedicados à história da cultura russa no início do século 18. A coleção inclui obras de arte raras dos séculos 17 e 18: escultura, pintura, gravura, móveis e outros objetos, incluindo próprios pertences do príncipe Alexander Menshikov que, de origem não nobre, construiu uma carreira muito brilhante, tornando-se uma das pessoas mais próximas de Pedro, o Grande.
Endereço: 15, Universitetskaya Naberezhnaya
Estação do Metrô: Vasileostrovskaya
Horário: de terça a sábado, 10:30 – seis horas. Última entrada é às 5h. Domingo, 10:30 – cinco horas. Última entrada é às 4 da tarde. Fechado na segunda-feira.
Ingresso: Adultos: RUB 60,00. Os alunos / crianças: grátis. Entrada gratuita para todos os visitantes na primeira sexta-feira de cada mês.
Acessibilidade: o museu não é equipado para receber cadeirantes.

Teatro Hermitage

O Teatro Hermitage fica no extremo leste do complexo Hermitage, através do Canal de Inverno, foi construído como um teatro privado para Catarina, a Grande, pelo renomado arquiteto Giacomo Quarenghi entre em 1782-1787. Com o vício em construções teatrais, Catarina até escreveu obras para algumas das óperas realizadas lá, organizados para várias companhias de teatro de São Petersburgo para encenar performances duas ou três vezes por semana. A maioria das performances foram atendidos por um seleto grupo de amigos e conselheiros mais próximos da imperatriz e uma vez por quinzena ela abriu as portas do teatro para os hóspedes diplomáticos da cidade.

 teatro-hermitage-sao-petersburgoAtualmente o programa de música é rica e variado, com vários festivais internacionais e uma orquestra própria do teatro, chamada de Camerata São Petersburgo. As apresentações de Balé do teatro são firmemente destinadas a turistas, e apresentam edições limitadas de clássicos russos realizados em forma estritamente tradicional para padrões muito elevados. O teatro é muito procurado durante os meses de verão, quando o Mariinsky está fechado.
teatro-hermitage
Endereço: 32, Dvortsovaya Embankment
Horários e ingressos: variam de acordo com as apresentações. Verifique diretamente no site http://www.hermitagemuseum.org/

O Pequeno Hermitage

Encomendado pela imperatriz Catarina II, esse prédio de dois andares foi erguido ao lado do Palácio de Inverno em 1764-1766 pelo arquiteto Yuri Velten, combinando com sucesso o estilo barroco e alguns elementos neoclássicos, contando com um grande salão, várias salas de estar e um laranjal para que a Imperatriz pudesse descansar

pequeno-hermitage

Os pavilhões sul e norte estão conectados por um belo jardim, com galerias em seus dois lados.

jardim-pequeno-hermitage

As lindas coleções colocados nas galerias que correm ao longo do jardim suspenso iniciaram no museu imperial e o relógio Peacock, conhecido entre os amantes de história da arte, está localizado no Pavilhão Municipal, além das galerias dedicadas à exposição de pinturas da Europa Ocidental e obras de arte decorativas.

relogio-peacock-pequeno-hermitage

O Grande Hermitage

Erguido por ordem da Catarina II, entre os anos de 1771 e 1787, com o objetivo principal de guardar a biblioteca e a coleção de arte do império, o Grande Hermitage foi encaixado no complexo de palácios existentes com maestria pelo arquiteto Yuri Veldten.

grande-velho-hermitage

O prédio possui três andares e  segue os cânones do classicismo do século 18. O edifício não tem elementos que indicam a ordem, tais como colunas ou pilastras, mas sua estrutura é totalmente determinada pelas proporções da ordem clássica.

grande-hermitage-sao-petersburgo

No ano de 1792 o arquiteto italiano Giacomo Quarenghi construiu uma extensão para abrigar a Galeria de Rafael, que é uma cópia da mesma que se encontrava no Vaticano no século 18. O ponto forte do Grande Hermitage a exibição da arte renascentista italiana. Com certeza é uma das minhas preferidas.

O Novo Hermitage

Construído entre os anos de 1842 e 1851, foi o primeiro edifício da Rússia erguido somente com o objetivo de abrigar as coleções do museu.

novo-hermitage

O projeto inicial foi do arquiteto Leo Klenze, que buscava colocar aspectos europeus em sua construção. Porém, importantes modificações foram feitas depois por outros arquitetos, para que o edifício se integra-se naturalmente com outros prédios do complexo.

novo-hermitage-sao-petersburgo

A entrada e o prédio todo já são uma obra de arte em si, decorados com estátuas e baixos-relevos que representam artistas famosos, arquitetos e escultores do passado. As coleções são de diversos momentos históricos e culturas, sendo cada sala decorada de acordo com a temática apresentada pelas peças.

Curiosidade

O museus Hermitage quase foi destruído quando Hitler, durante a segunda Guerra Mundial, invadiu a Rússia e ordenou que a cidade de São Petersburgo fosse banida do planeta terra e que não havia nenhum interesse de preservar sua história e cultura.

Os funcionário do museu então se organizaram para transportar as obras para locais mais seguros, longe da ira do nazismo. As que eram grandes demais para serem levadas a outros locais foram colocadas no subsolo do Hermitage, sendo protegidas por tapetes e sacos de areia.

O prédio sofreu muitos danos mas, felizmente, foi suficiente para servir de morada para os funcionários que passaram a morar lá junto com suas famílias, intelectuais e artistas da época, além de conseguir manter todo o acervo intacto durante a guerra.

 

SHARE
Cientista social e editor apaixonado por viagens, idiomas e todo o tipo de cultura. Já esteve em mais de 50 países, mas confessa que não sabe exatamente o número de cidades que já visitou. Acredita que a vida é muito curta para passarmos tempo demais em um só lugar, por isso está sempre transitando por aí.