Home Dicas Dicas para curtir o carnaval de rua no Rio de Janeiro

Dicas para curtir o carnaval de rua no Rio de Janeiro

491
2
COMPARTILHAR

O Rio de Janeiro tem o carnaval mais famoso e democrático do mundo. Além dos tradicionais e glamourosos desfiles na Sapucaí, a festa conta também com os imperdíveis blocos de rua, atraindo assim cerca de 1 milhão de turistas todos os anos para a cidade maravilhosa. Por isso é importante compartilhar algumas dicas para curtir o carnaval de rua no Rio de Janeiro

A festa é linda, debaixo de muito sol e com cenários deslumbrantes, mas para que tudo saia conforme o planejado, aqui seguem algumas dicas para que você não tenha problemas enquanto curte o carnaval.

Banda de Ipanema

1. Programe-se

São muitas opções de blocos de rua para você curtir. Eu sei, muitas vezes dá vontade de ir em todos de uma vez só, mas saiba que você conseguirá ir em, no máximo, 5 por dia.

Faça um roteiro listando os blocos mais famosos e os que você gostaria de conhecer. Os maiores e mais famosos saem, geralmente, na zona sul, mas há muitos blocos bons na zona norte e no centro também. Saber como e quanto tempo leva para chegar a esses lugares é essencial para se programar bem. E tenha sempre uma lista dos bloquinhos no seu bolso para o caso de querer mudar a rota.

Bloco simpatia é quase amor

2. De graça

O esquema do carnaval de rua carioca é simples: está passando por alguma rua e ouviu alguma música boa? É só ir atrás do carro de som que você já estará dentro do bloco. Não é necessário comprar nenhum tipo de abadá ou qualquer outro acessório, porque para curtir é 0800.

Talvez você veja alguns blocos vendendo camisetas, mas isso é para conseguir uma graninha para pagar alguns custos, já que a maioria deles não tem patrocínio algum. As pessoas geralmente compram para dar uma ajudinha, mas não tem obrigação nenhuma. Pode curtir sem problemas.

Céu-na-Terra

3. Segurança

O Rio de Janeiro é lindo e todos nós sabemos disso, mas nem por isso deixa de apresentar problemas que qualquer outra cidade grande teria. A segurança é um ponto fraco, porém se você tomar algumas medidas de precaução o seu carnaval será o mais maravilhoso de todos os tempos.

Nos blocos de rua não fique de modo algum no meio da muvuca, do fervo ou do crowd (acho que deu para entender)!  Essa é a parte mais complicada, porque sempre há indivíduos mal intencionados que se aproveitam da falta de mobilidade para roubar telefones celulares ou outros pertences. No caso das mulheres a atenção é redobrada, pois tem também alguns covardes que se aproveitam disso para tentar algo à força.

A praia é o local mais democrático do mundo e é a casa do carioca. No carnaval isso fica mais evidente ainda por causa do calor e do feriado, fazendo com que as areias sejam disputadas metro a metro. Mas essa superlotação toda é ruim por causa do perigo dos arrastões que já se tornaram frequentes no verão carioca.

A melhor forma de evitar isso é não frequentar as praias mais famosas durante os finais de semana ou feriado de carnaval. Lugares como Ipanema, Arpoador e Copacabana atraem muitas pessoas durante esse período, então prefira as praias mais tranquilas como Leblon, Barra da Tijuca, ou até mesmo a praia do Diabo. Mas se você vem ao Rio somente para o carnaval, o melhor horário para aproveitar essas praias é na parte da manhã.

Ao se locomover vá com o mínimo de pertences possível. Principalmente se for em locais de grande aglomeração por onde passam os blocos. E não deixe nada no bolso de trás.

Bloco-da-Preta

4. Transporte

Por ser mais organizado e seguro, a primeira opção deve ser utilizar o metrô. Todas as estações contam com seguranças e no carnaval o número de agentes é aumentado. O bilhete custa R$ 3,50, 10 centavos a mais do que o ônibus, e o ar condicionado costuma dar conta da quantidade de pessoas. E muitas vezes você pode ir em vagões cheios, mas geralmente os passageiros vão cantando marchinhas de carnaval para animar a viagem.

Pegar ônibus é uma boa opção também, mas saiba que eles estarão quase sempre superlotados e que o trânsito no Rio de Janeiro é um dos piores do mundo. O carnaval é um feriado longo e teoricamente não há muitos carros nas ruas, mas são centenas de blocos de rua que podem te deixar ilhado por um bom tempo até que o ônibus ande novamente. Além disso na frota do Rio de Janeiro poucos coletivos tem ar condicionado. Isso faz uma grande diferença num lugar onde a sensação térmica chega a 50° no verão.

Não utilize o carro durante o carnaval. Os estacionamentos são caro e quase impossíveis de achar, e caso você decida deixar na rua e por ali passar algum bloco apenas imagine o que pode acontecer. Muitas ruas também estarão fechadas, então se você quer um pouco mais de conforto basta pegar um táxi. No carnaval eles usam a bandeira dois e muitos espertinhos tentam fazer preços fechados, mas isso é proibido, então exija a utilização do taxímetro. Dê preferência aos táxis de cooperativas. Uma corrida da Lapa até a zona sul sai por cerca de R$ 50,00, por exemplo.

Cordão da Bola Preta

5. Banheiros

A prefeitura disponibiliza banheiros químicos por onde os blocos passam, mas é claro que em muitos deles a quantidade não é suficiente. Na maioria dos casos você vai encontrar filas e mau cheiro, mas é melhor esperar porque urinar na rua é considerado atentado ao pudor no Rio de Janeiro. Se você decidir fazer isso poderá ser preso. Passar um tempinho do carnaval dentro de uma delegacia não cai bem, né?

6. Comer e beber

Se alimente bem e com comidas leves antes de iniciar seu dia de festa. O calor no Rio de Janeiro é intenso, e se você não tiver energia suficiente pode passar mal facilmente. Alguns bares e restaurantes ficam abertos, mas quando a fome aperta mesmo tem sempre os fast foods para salvar sua vida. Sem contar as barraquinhas de espetinho, podrão (cachorro-quente) e outros petiscos mais que você encontra pela cidade.

Beba água e sucos o tempo inteiro, e não abuse  das bebidas alcoólicas. Os hospitais nessa época ficam lotados de pessoas que desidratam com o calor ou exageraram no consumo de álcool. Com certeza você não vai querer ser um deles.

Monobloco-2015

7. Como se vestir

Com roupas leves e claras. Tente usar sempre roupa de banho por baixo. Durante um bloco ou outro aquele mergulhinho no mar pode ser a salvação do dia. E em muitos blocos eles jogam água nos foliões durante o desfile, então esteja pronto para isso.

Sinta-se à vontade para fazer sua fantasia também. É normal e faz parte da tradição antiga, mas que volta cada vez mais com o passar dos anos. Não precisa ser nada sofisticado e bem trabalhado.

Desliga-da-justiça

8. Hospedagem

Os preços ficam bem altos e os hotéis e hostels vendem somente por pacotes. Se for viajar em grupo tente alugar um apartamento ou reservar um o quarto de hotel somente para vocês.

Eu prefiro ficar em hostel pelo simples fato de ser a opção mais barata, além de ser um ambiente perfeito para fazer novas amizades. Quando o assunto é carnaval, fazer novas amizades pode render muita coisa boa, se é que você me entende.

Nessa época está tudo lotado, então é bom ter todos os seus pertences muito bem guardados, mesmo que dentro do quarto. No dia do check out, se for deixar a mala para pegar depois, tenha atenção redobrada e não deixe objetos valiosos em qualquer lugar. Esse é um período de muita movimentação, fazendo com que seja um prato cheio para a ação de alguns malandros.

9. Blocos de rua

São inúmeros e aos montes. Alguns super lotados, outros nem tanto. Mas todos tem um estilo próprio e ás vezes ostentam nomes engraçados como o “Segura no Meu Pau de Selfie e Balança“, “Spanta Neném“, “Suvaco do Cristo” e “Simpatia é quase Amor“. Suas músicas mais tocadas são as maravilhosas marchinhas de carnaval que já faziam muito sucesso a décadas atrás. Alguns deles tem um  estilo musical diferenciado como o bloco que toca só música dos Beatles, ou o que toca somente música sertaneja, por exemplo. Enfim, tem para todos os gostos.

O bloco de rua do carnaval carioca é basicamente um carro de som com alguns foliões dançando em volta. Alguns desses carros são grandes, alguns são pequenos. Alguns desses blocos tem mais de um carro de som, já outros tem uma banda própria. Muitos deles desfilam pelas ruas, mas tem também os que ficam parados.

São poucos os blocos que saem à noite e muitos saem logo cedo. Então durma bastante porque os dias de carnaval carioca costumam ser longos. E se mesmo assim você quiser curtir uma noitada, as melhores opções estão no bairro da Lapa. Eu gosto do Rio Scenarium e do Carioca da Gema, mas tem muitos outros lugares bons para ir.

A festa é linda e seguindo essas dicas você tem tudo para ter um carnaval maravilhoso no Rio de Janeiro. E que seja o melhor de sua vida!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO que fazer em Helsinque – Roteiro de 3 dias
Próximo artigoO que é ser um nômade digital
mm
Cientista social e editor apaixonado por viagens, idiomas e todo o tipo de cultura. Já esteve em mais de 50 países, mas confessa que não sabe exatamente o número de cidades que já visitou. Acredita que a vida é muito curta para passarmos tempo demais em um só lugar, por isso está sempre transitando por aí.

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde!
    Gostei da sua publicação e achei bem completa. Somos do interior de São Paulo e gostaríamos de passar o carnaval no Rio de Janeiro. Você poderia passar indicações dos hostels mais convenientes? Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui