Home Polinésia Francesa Bora Bora Descubra porque Bora Bora é considerada a pérola do Pacífico

Descubra porque Bora Bora é considerada a pérola do Pacífico

658
0
COMPARTILHAR

Bora Bora é o verdadeiro destino dos sonhos de muitos viajantes. A ilha, detentora de muito mistério e beleza, pode ser considerada um verdadeiro conto de fadas para quem a visita. Um cenário completo com resorts de bangalôs, vilas com casinhas de palha, praias de areia branca e água do mar com temperaturas quentes, e de uma cor que hora se mostra esverdeado, hora se mostra azul-safira. Não é a toa que Bora Bora é considerada a verdadeira pérola do Pacífico.

1560598_654822151241304_1551140156_n - Cópia

O nome original da ilha é Pora Pora, que no idioma taitiano traduz-se em algo como a primeira a nascer. Segundo a lenda, esse foi o nome dado pelo deus supremo Taaroa à ilha, após pescá-la do fundo do oceano. E apesar da letra b não existir no alfabeto taitiano, passou a ser chama de Bora Bora após o capitão Cook assim pronunciar seu nome.

E apesar de ter essa beleza natural deslumbrante, somente começou a ficar famosa após a construção do resort Bora Bora, onde foram erguidos os primeiros bangalôs sobre as águas, há cerca de trinta anos atrás. O resort hoje não existe mais, mas deixou um legado de muitos outros e ajudou a tornar a ilha um dos destinos mais desejados no mundo.

Como chegar

Para chegar a Bora Bora deve-se voar até Papeete, capital do Tahiti, também pertencente à Polinésia Francesa. As rotas mais usadas por brasileiros são as saídas de Los Angeles, ou voos saindo de Santiago, no Chile, como escrevi nesse post sobre a Polinésia Francesa.

Uma vez que você está aqui no Taiti, pode optar por voos direto até Bora Bora, ou então sair de Moorea. Ambos as viagens duram 45 minutos de voo. Saindo das ilhas de Huahine ou Raiateia, os voos duram 20 minutos, e a companhia aérea que faz todos esses trajetos é a Air Tahiti. Existiam algumas opções de travessias entre as ilhas de barco, mas as principais foram sendo extintas ao longo dos anos. Sobraram apenas as que oferecem essas opções para moradores locais.  Se for fazer uma viagem mais luxuosa, gastando mais dinheiro, existem companhias de cruzeiro que operam nessas ilhas também. Os pacotes costumam ser caros, mas a experiência é, sem dúvida alguma, inesquecível.

Bora Bora
Anoitecer em Bora Bora

Quando ir

De maio a outubro as pancadas de chuva são mais isoladas e ocorrem com pouca frequência, tornando essa época a alta temporada da ilha, quando a concentração de turistas é muito grande. A baixa temporada começa em dezembro e vai até março, quando o tempo está úmido e os visitantes se tornam iscas fáceis para os mosquitos. Na verdade Bora Bora é um lugar que merece ser visitado a qualquer época do ano, pois o clima é sempre quente e agradável.

Monte Otemanu
Monte Otemanu

Monte Otemanu

Como um castelo que perfura o céu desse paraíso, o Monte Otemanu éum vulcão extinto, e também o ponto mais alto de Bora Bora com seus 727 metros de altura. Entre as melhores maneiras de explorá-lo estão a subida de carro 4×4, uma caminhada guiada até o pico, ou sobrevoá-lo de helicóptero de onde se tem uma vista sensacional de toda a ilha.

Ver Bora Bora de lá de cima é como deslumbrar um cartão postal ao vivo.

Matira beach
Matira beach

Praia de Matira (Matira beach)

Esta longa faixa de areia branca e água azul-turquesa é considerada uma das melhores praias do mundo. Ela se estende quilômetros por Bora Bora, mas seu ponto mais frequentado é próximo ao Resort Intercontinental, que fica a poucos metros dali. Nessa parte existem um restaurante e um bar à beira da praia onde são servidas comida típicas da região. Não deixe de experimentar um dos pratos feitos com o delicioso peixe-golfinho Mahi Mahi. Há alguns metros da praia existem outras opções de restaurantes, bares e até uma pizzaria.

Matira é a única praia pública de Bora Bora, mas não deixa nada a desejar quando se fala em beleza. E apesar de não ter estrutura para grandes grupos turísticos que chegam quando navios de cruzeiros estão atracados na ilha, na maior parte do tempo é muito tranquila e aconchegante. Dedique pelo menos um dia inteiro para aproveitá-la, e no fim do dia contemple o pôr do sol mais bonito de Bora Bora.

Na água calma e de temperatura quente, as areias dividem espaço com pequenas pedras provenientes das antigas erupções vulcânicas, e pequenos detritos vindos das bancadas de corais. Se tem muita sensibilidade nos pés, sugiro trazer aquelas botinhas utilizadas em mergulho.

Jardins de corais em Bora Bora
Jardins de corais em Bora Bora

Jardins de Corais

Em uma pequena ilha em frente ao Resort Sofitel existe uma das mais exuberantes atrações de Bora Bora. O jardim de corais é o lugar onde você vai encontrar vários peixes coloridos, moreias, tubarões e arraias vivendo em total harmonia entre si e com os visitantes. Fazer snorkel  e tirar belas fotografias é um dos prazeres desse passeio.

Para chegar até lá existem barcos turísticos que operam por quase toda a ilha, e o preço cobrado é por volta de 90 dólares. O passeio dura 2 horas e meia, e geralmente se inicia às 9 horas da manhã.

Lagoonarium
Lagoonarium

Lagoonarium

Assim como a grande maioria das ilhas da região da Polinésia francesa, Bora Bora é cercada por uma lagoa que mistura como uma obra de arte várias tonalidades das cores verde e azul. É o chamado Lagoonarium, um grande aquário natural que se encontra em uma pequena motu (ilha), a leste da ilha principal. Assim como os Jardins de Corais, também possui uma riqueza natural imensurável, e uma das coisas mais legais sobre esta atração é que você também pode fazer snorkel na companhia de arraias, tartarugas e tubarões, além de outros animais.

Entre as recomendações dadas pelos guias é não alimentar os animais. Apenas desfrute do passeio e tire muita fotografias para recordar desse momento.

Uma excursão que leva o dia todo custa cerca de 100 dólares, enquanto excursões de meio período custam por volta 70 dólares. Depende muito do tipo de pacote que você busca. Mais informações podem ser vista no site da atração.

Vaitape
Vaitape

Vaitape

Estar em Bora Bora é querer fugir um pouco da cidade grande, mas visitar Vaitapé vale muito a pena, pois nada lembra outras capitais ao redor do planeta. Além de ter mais contato com o povo sorridente e amigável da ilha, em Vaitapé você vai encontrar alguns restaurantes, lojas, farmácia, locadoras de automóveis, um supermercado, duas igrejas, ponto turístico, posto médico, posto de gasolina e duas agências bancárias.

Se busca um presente bem original, ao redor da cidade existem joalherias que comercializam muitos produtos fabricados com a pérola negra, considerada tradicional em toda a Polinésia francesa, e é uma das maiores fontes de renda da ilha. Óleos, perfumes e quadros e esculturas vendidas nas galerias de arte também são muito procurados e fazem parte da identidade local.

Vaitapé tem somente uma estrada ao longo da cidade, ao longo dela encontram-se muitos serviços de táxis e traslados que levam aos pontos turísticos da ilha. O preço cobrado de transporte de Vaitapé a Matira beach, por exemplo, é de 500 CPF, ou 5 dólares somente ida.

Hospedagem

Como é uma ilha pequena, Bora Bora não possui uma variedade grande de hospedagem. Os hotéis mais em conta custam cerca de 150 dólares a diária em quarto duplo. Como fiquei muitos dias, consegui um pequeno desconto no Sunset Hill Lodge. O meu quarto na verdade era um apartamento completo ao lado da colina, há 5 minutos de Vaitapé. Era só atravessar a rua e eu já estava na praia de Matira.

Relaxando na Praia do Resort Intercontinental
Relaxando na Praia do Resort Intercontinental

As hospedagens mais luxuosas da ilha são os resorts com seus famosos bangalôs e praias particulares. Os preços variam muito, mas uma noite em quarto duplo não custa menos de mil dólares na maioria deles. Esses hotéis são muito bonitos, e para um não hóspede frequentar as áreas comuns como a praia e o restaurante, é necessário pagar um valor que varia de 50 a 80 dólares. Eu sempre ia na praia particular do Intercontinental, nadava na piscina do hotel, utilizava os caiaques e pranchas de stand up paddle, comia no restaurante e não pagava um centavo (somente meu consumo, é claro). Minha tática era sair entrando como se já fosse hóspede, perguntando ça va e dando bonjour para o pessoal da recepção, sem parar de caminhar, na maior cara de pau. Só não funcionava em dias que a ilha recebia os navios de cruzeiro, pois quase todos tentavam entrar dessa maneira, mas acabavam chamando muita atenção.

Passeio de caiaque no resort Intercontinental
Passeio de caiaque no resort Intercontinental

Bloody Mary’s

 O bar mais famoso de Bora Bora é uma verdadeira atração cultural. Com drinks e pratos típicos da ilha como peixe, caranguejo, camarão, carne, frango e opções vegetaianas, o Bloody Mary’s conta com uma decoração muito atrativa e deslumbrante. Na entrada há uma lista de todos os famosos que já passaram por lá, e no interior do bar existe um quadro com cédulas de vários países assinadas pelos visitantes. Dentro existe ainda uma loja de souvenir caso você queira levar alguma recordação do bar.

Bloody Mary's
Bloody Mary’s

Romance

Bora Bora é um dos destinos mais românticos do mundo, atraindo sempre casais em busca de momentos inesquecíveis, seja em lua de mel ou não. Para solteiros as experiências se baseiam em um contato direto com a natureza e com a belíssima cultura local, pois não há festas ou opções mais agitadas. Os restaurantes fecham no máximo às 9 horas da noite, então o que resta é contemplar o lindo céu estrelado, e dormir logo para aproveitar ao máximo o dia seguinte nesse paraíso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui